CONHEÇA O MAESTRO

CLAUDE BRENDEL

O Maestro francês Claude Brendel, nascido na Região da Alsácia (França), iniciou sua carreira como regente após gloriosa carreira como trompetista em diversas orquestras e bandas sinfônicas na França logo após ter conhecido o maestro Jean-Claude Hartemann, o diretor musical honorário da Ópera Nacional de Paris, que foi de grande importância para sua carreira de jovem maestro. Brendel foi o primeiro maestro convidado para o Festival Lírico de Luchon, em 1991, do qual se tornou Diretor Musical, de 1994 até 1996 ao lado da grande soprano francesa Suzanne Sarroca.

Em 1995, ele participou, em Londres, da primeira edição do Concurso Internacional de Jovens Maestros Leonard Bernstein, e desde então tem sido regularmente convidado para reger orquestras e bandas sinfônicas nos principais países da Europa, Ásia, Oriente Médio e Américas.

De 1996 até 2001, dirigiu a Orquestra Sinfônica da Universidade de Strasbourg. Sempre em contato permanente com as novas gerações de músicos, percebe-se naturalmente em seu trabalho uma vasta dimensão educativa. Foi vencedor do concurso de diretor do estabelecimento de ensino artístico controlado pelo Ministério da Cultura na França, e atualmente, além de desenvolver uma intensa carreira como regente convidado em diversos países, ele também é diretor do Conservatório Regional de Música, Teatro e Dança da Cidade de Rouen.

Formado como trompetista, ele é fascinado pela banda sinfônica e contribui para divulgar os repertórios originais e valorizar a rica palheta de sons e a versatilidade estilística das bandas sinfônicas. Além disso, ele investe muito na formação de novos maestros, e professores de regência no Conservatório de Rouen.

Maestro permanente da Orquestra Sinfônica do Conservatório de Rouen, Claude Brendel mantém uma parceria educacional e artística com a Opéra de Rouen Normandie e a Orchestre de Chambre de Normandie. Entre as inúmeras atividades à frente destas orquestras destacam-se: concerto na Academia Franz Liszt de Budapeste (2007), no Vietnã, Hanoi (2010 e 2013) e HoChiMing (2018), na Itália (2013), Florença (Toscana), e em 2015 e 2018 na China, em Ningbo, Shanghai e Qingdao.

 

Desde 2010, ele rege pelo mundo as obras do compositor francês Philippe Chamouard e coordena as gravações dessas peças. Próximo dos compositores da atualidade, Claude Brendel regeu estreias europeias e francesas de obras de Naji Hakim, François Rossé, Jean-Philippe Bec, François Tashdjian, Lè Bang, Douglas Braga, Ignacio Martinez-Madrigal, entre outros.

 

Em 2016 e 2020, respectivamente, ele realizou o concerto de abertura do 3o Concurso Internacional de Clarinete Jacques Lancelot e gravou um CD dedicado à música popular vietnamita para coro e orquestra. Em 2017, ele esteve à frente da Opéra de Rouen Normandie e também da Orchestre Régional de Normandie.

 

Atualmente o maestro Claude Brendel realiza concertos, master-classes, workshops e palestras em diversos países do mundo, particularmente na China (Pequim, Shanghai, Guangzhou) e no Vietnã (Vietnam National Symphonic Orchestra Hanoi e Opera and Ballet Orchestra HoChiMinh), mas também em Tirana, na Albânia (Orquestra Nacional da Rádio-Televisão Albanesa).

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle