DIRETORA EXECUTIVA

DIRETORA EXECUTIVA

DIRETOR DE PRODUÇÃO

EIDÍ LIMA

Flautista brasileira, com ampla versatilidade especialmente no repertório erudito para flauta. Nesse sentido, possui experiência no repertório solo, camerístico e sinfônico. Com especial interesse pela escola francesa de flauta e, particularmente pelo repertório francês do século XX, apresenta a sonoridade límpida e clara própria do estilo.

Desenvolve, com frequência, trabalhos com diversas orquestras e maestros brasileiros e estrangeiros. Dentre as principais orquestras encontram-se: Vietnam Symphony National Orchestra (Hanoi - Vietnam), Orchestre du CRR de Rouen (França), Harmonie de Grandcamp (França), Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro. E dentre os principais regentes, citam-se: Claude Brendel, Tesuji Honda, Véronique Tardif, Helena Herrera, Emílio de César, Hadrian Avila, entre outros.

Em parceria com o saxofonista Carlos Gontijo, pesquisa e incentiva a criação de repertório para os instrumentos saxofone e flauta transversal, através do duo D.O.M., o qual já incitou a criação de cinco obras brasileiras dos compositores Luiz Gonçalves (Goiânia), Paulo Guicheney (Goiânia), Rodrigo Lima (São Paulo) e Djalma Farias (Brasília) e uma obra mexicana do compositor Ignácio Mtz. Modrigal. Com a pianista Aillyn Unglaub, em Brasília e com Johanna Decloître (França/Alemanha), Eidí desenvolve um trabalho de pesquisa de repertório para flauta e piano.

É detentora do Diplôme d'Etudes Musicales em Flauta Transversal, Música de Câmara e Cultura Musical (História e Análise) pelo Conservatoire à Rayonnement Régional de Rouen (França) e dos títulos de mestre em performance musical pela Universidade Federal da Bahia, bacharel em Flauta Transversal pela Universidade de Brasília, técnico em Flauta Transversal pela Escola de Música de Brasília. Dentre o extenso rol de seus mestres destacam-se Jean-Christophe Falala, Lucas Robato, Beatriz Magalhães Castro, Philippe Pierlot e Luciana Morato.

Cursou também formação em regência orquestral com o grande maestro e seu grande mestre Claude Brendel pelo Conservatório de Rouen (França), e nessa área já atuou com banda sinfônica e orquestra de saxofones. 

CARLOS GONTIJO

Um dos saxofonistas eruditos brasileiros mais ativos, Carlos Gontijo é detentor de vários prêmios nacionais e internacionais. Como solista e camerista já se apresentou nas principais salas de concerto do Brasil. No exterior já se apresentou em diversos países como Argentina, Uruguai, França, Bélgica, Espanha e Portugal. Trabalha em colaboração com diversas orquestras e compositores no Brasil e no exterior. Gontijo é formado em saxofone pelo CEP-EMB, Bacharel em saxofone pela UnB, Aperfeiçoamento em Saxofone (com Dilson Florêncio – 2008 – Prêmio Furnas Geração Musical), pós-graduado em saxofone pelo Conservatório de Rouen (França) e Mestre em saxofone pela Universidade de Rouen (França). É integrante do Duo D.O.M. juntamente com a flautista Eidí Lima, dos quartetos de Saxofones Art&Sax® e Brasília Sax®, saxofonista da Banda Sinfônica da PMDF, Coordenador Geral do Encontro de Saxofonistas de Brasília e idealizador do Festival Internacional de Saxofone de Brasília (BRASÍLIA SAX FEST). Atualmente é doutorando em performance musical/saxofone na UFBA e se dedica à pesquisa e à divulgação do repertório “erudito” para saxofone realizando concertos, palestras, workshops e master classes no Brasil e no exterior. Carlos Gontijo é Artista SELMER PARIS® e VANDOREN PARIS®.